sábado, 21 de março de 2009

Iron Maiden leva 25 mil pessoas ao delírio no Mané Garrincha

Caio do Espírito Santo, de apenas 11 anos, entrou na aula de bateria há apenas dois meses. Sua maior inspiração? Ele mesmo responde: ‘‘É o baterista do Iron Maiden’’. O menino, claro, estava entre as cerca de 25 mil pessoas que viram a banda inglesa de heavy metal tremer o estádio Mane Garrincha na noite desta sexta-feira. Marcado para as 21h, o show da turnê Somewhere back in time, que reúne os maiores sucessos da banda na década de 1980, teve apenas 10 minutos de atraso. A abertura ficou por conta da filha do baixista Stevie Harris, Lauren. Em 30 minutos, a moça tocou um hard rock que agradou a alguns fãs da Donzela de Ferro.

Mesmo com o repertório decorado pelos amantes do som dos ingleses, a cada faixa executada a plateia delirava como se fosse uma surpresa. Aces high abriu o arsenal de hits, seguida de Wrathchild e 2 minutes to midnight. Bruce Dickinson, em plena forma com mais de 50 anos, parecia um jovem. Ele pula, grita, brinca com o público. “Este é a nossa primeira vez em Brasília. Sejam bem-vindos’’.

Mesmo não trazendo o palco completo para a capital federal – o mascote Eddie, por exemplo, só apareceu na versão futurista do disco Somewhere in time, enquanto que nas outras cidades teve a múmia do clássico Powerslave – , a palavra ‘histórico’ era repetida a cada intervalo pelos fãs.

Em duas horas de apresentação, 16 canções fizeram muito marmanjo derramar lágrimas e agradecer aos céus por ver os ídolos tão de perto. A performance do trio de guitarras – Adrian Smith, Dave Murray e Janick Gers – é deixar qualquer fã extasiado. Em algumas músicas, é possível ver dois deles fazendo o solo, enquanto apenas um segura a base da musica. Isso, claro, tendo o baixista Stevie Harris e o baterista Nick McBrain esbanjando maestria na cozinha. Bruce rege a plateia. “Boa sorte para quem for ao show da Liza Minnelli”, brincou, se referindo à apresentação da diva norte-americana neste sábado na capital federal.

Fear of the dark – a única do set list que não era dos anos 1980 – levou os fãs à loucura. Depois do clássico Iron Maiden, os músicos deixaram o palco e voltaram para mais três canções: The number of the beast, The evil that men do e Sanctuary. No final, muitos ainda esperavam por mais um retorno dos ídolos. Eles não voltaram, mas com certeza ninguém ficou chateado.

A turnê Somewhere back in time, que já passou por Manaus (AM), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Belo Horizonte (MG), seguirá para Chile, Peru e Argentina

Fonte: www.correiobraziliense.com.br

1 comentários:

jeilsonmoreno disse...

È galera realmente foi do caralho,ver os mostros do herv metal aqui no DF,muito bom,estou preparado pro heaven end hell,tó dentro,abraço a toda galera do rock in roll.G Moreno-Brasilia-DF

Postar um comentário